♪♫ Potiguares aprovam a Feira de Música do Ceará

Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza, recebeu grupos e bandas de todo o país

Mais uma vez, o Rio Grande do Norte esteve representado na Feira da Música, encerrada no último sábado, 21, no Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza (CE). A representação potiguar contou com a participação das bandas Seu Zé e Camarones Orquestra Guitarrística, além de representantes da Fundação José Augusto, do Sebrae/RN e da Rede Potiguar de Música, cantores, compositores, instrumentistas e produtores.

Cada banda participante tinha 40 minutos para mostrar o seu trabalho e se apresentava em um dos quatro palcos armados na área do Dragão do Mar, divididos de acordo com cada estilo. A banda Seu Zé se apresentou no Palco Brasil Independente, abrindo a noite do sábado. Camarones Orquestra Guitarrística fez um show bem agitado no Palco Instrumental.

Nos estandes da Fundação José Augusto, Sebrae/RN e da Rede Potiguar de Música, eram vendidos CDs e camisetas de artistas potiguares, além de outros produtos culturais e até mesmo instrumentos musicais.

Segundo o produtor Marcelo Veni, um ônibus com 45 pessoas partiu de Natal para o evento que, na sua avaliação, consolida a importância da cidade de Fortaleza no cenário musical nacional.

“Importância no sentido de proporcionar o encontro de músicos e produtores de diversas regiões do Brasil; e por proporcionar essa discussão eterna sobre direitos autorais, da valorização do conteúdo que você produz, da qualidade, da inserção no mercado. Estou muito feliz de estar mais um ano aqui presente”, disse Veni, considerando a missão cumprida e muito proveitosa.

O produtor também ressaltou a presença de outros músicos de Natal que, mesmo não tendo sido relacionados entre as atrações, estavam lá conhecendo o evento, mantendo contatos, com o CD debaixo do braço, divulgando o seu trabalho; como o MC Priguissa e SaintClair, por exemplo. “Estamos aqui também com a Rede Potiguar de Música, que está com um estande, divulgando os CDs de nossa produção”, comentou Marcelo Veni.

Potiguares no palco

Responsável por abrir a noite no palco principal da Feira da Música, a banda Seu Zé atraiu a atenção do público que se concentrava na Praça Verde, em frente ao Centro Dragão do Mar, apresentando as canções de seu mais recente CD, o recém-lançado “A Comédia Humana”, e outras do primeiro trabalho, dando preferência às que a banda considera funcionarem melhor ao vivo, segundo o guitarrista e vocalista FeLL, abordado pela reportagem logo após a apresentação.

“É a nossa terceira vez na Feira da Música. Sempre foi muito bom tocar aqui. Começamos num palco menor; no ano seguinte tocamos num palco um pouco maior; neste ano estamos no palco principal. Isso é muito legal porque, à medida em que o público vai reconhecendo nosso trabalho, a organização do próprio evento vai encaixando a gente no lugar que eles acham que a banda merece”.

Enquanto o produtor artístico e apresentador de programa de calouros Miranda estava sempre rodeado de jovens em busca de um autógrafo, passeando sempre seguido por um séquito de fãs, o baterista do Los Hermanos conversava com os amigos, praticamente anônimo, próximo ao Palco Instrumental. “Vamos que eu quero ver os Camarones!”, disse Barba, aproximando-se do palco onde os potiguares faziam os primeiro ruídos.

O show do Camarones Orquestra Guitarrística foi bastante agitado, com a plateia gritando e pulando ao som do surf-rockabilly animado da banda. Alguns ali já demonstravam conhecer o trabalho do grupo, que já fez algumas apresentações em Fortaleza. Logo após a apresentação, a baixista Ana Morena comentou que, por ter chegado na quarta-feira, a banda estava bastante ansiosa, na expectativa, já que se apresentaria apenas no sábado, dia do encerramento do evento. “Estamos muito satisfeitos. Achamos o palco incrível e com essa plateia não tinha como ser melhor, não! O show foi excelente!”

* Fonte: Tribuna do Norte - 24/ago/2010
Repórter: Isaac Ribeiro
Foto: Divulgação/Assessoria Feira da Música de Fortaleza

Nenhum comentário:

Postar um comentário